Periferia sem Corona e Mulheres da Quebrada

Logo facebook compartilha Logo twitter

Parceria entre os projetos sociais entrega 500 máscaras a famílias de favelas em Belo Horizonte. Conheça o Coletivo Mulheres da Quebrada!

No último dia 25 (sábado), o Coletivo Mulheres da Quebrada iniciou a entrega de 500 máscaras doadas pelo projeto social Periferia sem Corona. Parte das máscaras foram entregues na Pedreira Prado Lopes, a mais antiga favela de Belo Horizonte. Nesse próximo sábado (2), o Coletivo entregará o restante dos itens no Aglomerado da Serra, a maior favela de Minas Gerais, também localizada em Belo Horizonte.

Com essa doação, já são mil máscaras distribuídas em Belo Horizonte pelo movimento social independente Periferia sem Corona, que busca reduzir o impacto do Coronavírus nas periferias de todo o Brasil, por meio de ações de conscientização, ajuda direta a famílias em situação de vulnerabilidade e divulgação de ONGs e trabalhos voluntários.

Conheça as Mulheres da Quebrada

O Coletivo Mulheres da Quebrada representa a pluralidade e os fenômenos socioculturais femininos em regiões de vilas e favelas de Belo Horizonte. O movimento surgiu a partir do desejo e a missão de cuidado, fortalecimento de vínculos e valorização do “Ser Mulher, Ser Território Próprio”. Desde 2019 o coletivo realiza oficinas, workshops de dança, teatro, entre atividades de formação e reflexão que promovam pelo matrimônio imaterial o protagonismo feminino de mulheres em idade mínima de 15 anos.

A execução do projeto se dá por ações realizadas por mulheres, de cuidado afetivo e efetivo, buscando crescimento mútuo, “onde a essencial ferramenta é sermos multiplicadoras de conhecimento empírico e ou acadêmico através de oficinas, workshops, rodas de conversa, entre outros ministrados por convidadas e ou participantes sobre sua categoria artístico cultural que contemplem o cuidado, a integração, a experimentação de linguagens incluindo a corporal e a discussão sobre a temáticas da identidade feminina e vários outros assuntos que as cercam enquanto mulheres”, explica Simone Sigale, uma das responsáveis.

Diante das demandas das mulheres atendidas, inclusive as que já não tinham salários adequados às necessidades familiares, e com o agravo da crise econômica causada pela pandemia Coronavírus, famílias estão sem alimentos em seus barracos com várias crianças e adolescentes. Por isso, foi criada a Campanha Mulheres da Quebrada de Distribuição de cestas e materiais de higiene/limpeza.

A ação é destinada a mulheres mães, empregadas domésticas, diaristas, manicures, desempregadas, entre outras. Tem por objetivo fornecer Serviços Socioassistenciais e remotos emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do COVID 19.

Confira as ações emergenciais do Coletivo:

  • Apoio Psicológico, por atendimento com psicólogas voluntárias;
  • Campanha de arrecadação/distribuição de alimentos e outros;
  • Web Encontros com as famílias para acompanhamento (durante a quarentena);
  • Realização de cadastros em programas de governo (Auxílio emergencial, Cesta Básica PBH, cadastro de famílias para recebimento de cestas de alimentos, produtos íntimos para mulheres, higiene e limpeza);
  • Auxílio na saúde com ajuda financeira para deslocamento hospitalar, aquisição de itens como colchão de ovo e compra de medicamentos necessários à manutenção da saúde de pessoas adoecidas e ou acompanhantes;
  • Campanha de afeto e cuidado: qualquer pessoa doa vídeos de 1min com conteúdo artísticos, sociais, informativos, saúde, entre outros, que depois são publicados em nossas páginas do Facebook, YouTube e Instagram (@mulheresdaquebrada)

Diante disso, o Coletivo criou, em caráter emergencial, o financiamento coletivo para arrecadação de fundo de manutenção para as ações. Para doar, basta acessar o link de doação ou fazer transação bancária direta:

  • BRADESCO (Agência 2928-9 CP 1002520-6, Simone da Silva)
  • NUBANK (BANCO 260 Agência 001 conta 1481897-6, Sandra da Silva)    
  • Itaú (Banco Itaú Ag 7475 Conta 02659-2, Sandra da Silva)
  • CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (Ag O681 Op 013 Conta 00018409-3, Sheyla Santana Bacelar)

Colabore com essa corrente do bem feita por mulheres incríveis do Aglomerado da Serra, Belo Horizonte, que salvará muitas vidas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


quantidade de comentarios 68 0
data publicacao 68 28 de abril de 2020
categoria 68 Ações